domingo, 3 de maio de 2015

Resenhando 2: Por Lugares Incríveis, da autora Jennifer Niven

OLÁ PESSOAL,

Ainda estou com uma ressaca literária, daquelas que não consigo ver nem ouvir nada, sem lembrar dos personagens. Por Lugares Incríveis, da autora Jennifer Niven é um desses livros que mostram adolescentes com muito conteúdo para passar. Se liguem na resenha. (PODE CONTER POSSÍVEIS SPOILERS)



Finch  e Violet se conhecem de uma maneira inusitada: em cima da torre do relógio da escola. Ambos estão pensando a mesma coisa, mas Violet se desespera, e Finch tenta acalmá-la. Ela perdeu a irmã em um acidente de carro, ele é considerado a aberração do colégio. Desse primeiro encontro, Finch fica deslumbrado com Violet e passa meio que a persegui-la. Como fazem aula de Geografia juntos, um trabalho, prontamente aceito pelo Finch, colocará esses dois em direção a uma viagem pelo estado de Indiana, conhecendo seus atrativos e fazendo com que eles conheçam a si próprios.

Jennifer é uma autora que passou por dificuldades. E essas dificuldades deu a ela material suficiente para escrever um dos melhores livros sobre suicídio, direcionado para adolescentes. Sua escrita objetiva, retrata um tema que muitas vezes é tratado com vergonha e menosprezado por muitos. A autora consegue transmitir as angústias e o mundo de quem pensa, o tempo todo, que não é nada para o mundo.

A divisão dos capítulos é intercalada entre a visão do Finch e da Violet, permitindo ao leitor ter a visão dos dois lados, mas também, dando a liberdade dele próprio decidir o que acontece no decorrer da narrativa.

Os personagens, Violet e Finch, são muito bem construídos, O perfil de cada um, transmite a intensidade e os problemas enfrentados por cada um. Independentemente da família, eles transportam pesos maiores do que o entendimento que cada um tenha sobre si mesmo. É claro que a vida de cada um desempenhou papel fundamental para o desenrolar. Mas imaginar um mundo onde não tenha nenhum dos dois ou que um fique sem o outro, é de causar dor em quem está lendo.

A questão do suicídio é visto como egoísmo por muitos, até mesmo pra quem comete o ato, mas o que muitos acabam não enxergando são as circunstâncias que levaram ao despertar dessa vontade de sair do mundo por vontade própria. As questões levantadas aqui vão desde a falta de carinho e compreensão até ao processo do bullying. Claro, que definir o que faz uma pessoa pensar em tirar sua vida é meio pretensioso demais, sendo um fato não explícito na obra. Você quer imaginar algo, você luta para que seja esse "algo" que foi pensando, mas pode ter certeza que nunca encontraremos. Essa relação só é compreendida (e olhe lá!) por quem está passando.

Qualidade da obra vai desde sua história até o material gráfico. A diagramação é muito boa e a capa brasileira resume a história com o respeito que ela merece.

História linda, merece 5/5 primeiro por causa do seu conteúdo, segundo pela forma como a história é contada e terceiro pela maneira leve que a autora escreve a narrativa. Merece ser compartilhada para todo mundo, pois, poderá ajudar mutias pessoas a enfrentarem e a entenderem as várias coisas que podem ocorrer num canto muito particular nosso. 

Eu sei que essa resenha já foi publicada pela Manu, até em vídeo (acesse aqui), mas senti a necessidade de mostrar meus pensamentos sobre esse livro. Indicação perfeita para adolescentes dos mais variados tipos. Lembrem-se que doenças ou problemas psicológicos não escolhe por cor, condição financeira ou qualquer outro motivo, qualquer pessoa pode ser atingida por problemas. Até a próxima.

Um comentário:

  1. Olá blogueira(o),

    Ainda não tem o seu próprio marcador?

    Acesse o nosso site: http://loja.retratus.com.br/ecommerce_site/categoria_1405-1856_11656_Lembrancas-personalizadas-Marcador-de-paginas-personalizado

    e faça o pedido do seu marcador personalizado.
    Página do face: https://www.facebook.com/retratuslembrancas

    ResponderExcluir