segunda-feira, 4 de abril de 2016

Resenhando: Tudo e Todas as Coisas, da autora Nicola Yoon

OLÁ PESSOAL,

É tão bom quando conseguimos ler algo que nos leva para outro mundo não é?! Acabei de ler um livro que me fez ter esta sensação. Tudo e Todas as Coisas, da autora Nicola Yoon, lançamento deste mês da Editora Novo Conceito. Com uma narrativa simples, a autora consegue mostrar uma história com vários ensinamentos, onde o amor pode vencer todas as barreiras.


Madeline Whittier é uma jovem de 18 anos que sofre de uma doença rara, chamada de IDCG (Imunodeficiência Combinada Grave), popularmente conhecida como a "Doença da Criança na Bolha". Basicamente, ela é alérgica ao mundo. A mãe de  Madeline, que é médica, descobriu essa doença logo nos primeiros meses de vida da filha. Desde então, Mady nunca viu o mundo de fato. Ela vive trancada em casa e um dos seus passatempos favoritos, é a leitura. É uma verdadeira bookaholic, como ela mesma diz: "li muito mais livros que você. Não importa quantos você já tenha lido. Eu li mais. Tive tempo para isso". Mady usa a leitura para achar o sentido da vida e fugir da sua realidade. Quem nunca fez isso, não é mesmo?!


Ela mal começou a viver e já teve traumas desde o seus primeiros meses de vida. Seu irmão mais velho e seu pai, morreram em um acidente um pouco depois do nascimento dela. Cabe a sua mãe, cuidar e protegê-la desde então. Ela vive em função da filha e Madeline é o tempo todo grata, por todo o carinho e renúncia da mãe, mesmo se sentindo sufocada muitas vezes. Seu refúgio é Carla, a enfermeira que cuida dela todos os dias, sendo sua amiga e confidente.



Apesar dessa rotina "sem emoção", a personagem não chega a se chata em nenhum momento, muito pelo contrário. Ela tenta levar uma vida tranquila e equilibrada, sempre se mantendo compreensiva, com tudo e todos aos seu redor. Madeline estava acostumada a vida que tinha, porém tudo mudou com a chegada dos novos vizinhos, Kara e Olly. Ela passa a observar, constantemente, o belo rapaz, que por sua vez, passa observá-la também. O primeiro contato acontece com brincadeiras feitas por Olly em frente a janela dela. Depois de alguns dias, eles trocam seus endereços de e-mail e começam a se comunicar por internet. O relacionamento dos dois, é muito apaixonante e envolvente, que a gente acaba se apaixonando também.


Em um primeiro momento, Olyy tem tudo para ser um cara revoltado com a vida, devido às dificuldades que ele passa em casa, onde o pai bêbado, a mãe submissa e a irmã angustiada, torna tudo ainda mais complicado. Mas apesar disso tudo, ele é protetor e legal. Sempre protegendo a mãe e a irmã e agora Madeline. Ou seja, é impossível não se apaixonar por ele.


Em relação a escrita da autora, a simplicidade casa completamente com uma história interessante. Os personagens são cativantes e fofos, ficando impossível afinidade com todos. É impossível não se apaixonar pela história e não se comover com tudo que Mady passa para sobreviver. Uma leitura com um pouco de drama, descobertas e muito amor, com direito a muitas surpresas e reviravoltas no final.

3 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Não tinha ouvido falar nesse livro ainda, achei interessante.
    Quantos problemas pra uma personagem só, né? :(
    Bjs

    http://restauradordosnervos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bem interessante e envolvente..

    :)

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bem interessante e envolvente..

    :)

    ResponderExcluir