segunda-feira, 4 de abril de 2016

Resenhando: Tudo e Todas as Coisas, da autora Nicola Yoon

OLÁ PESSOAL,

É tão bom quando conseguimos ler algo que nos leva para outro mundo não é?! Acabei de ler um livro que me fez ter esta sensação. Tudo e Todas as Coisas, da autora Nicola Yoon, lançamento deste mês da Editora Novo Conceito. Com uma narrativa simples, a autora consegue mostrar uma história com vários ensinamentos, onde o amor pode vencer todas as barreiras.


Madeline Whittier é uma jovem de 18 anos que sofre de uma doença rara, chamada de IDCG (Imunodeficiência Combinada Grave), popularmente conhecida como a "Doença da Criança na Bolha". Basicamente, ela é alérgica ao mundo. A mãe de  Madeline, que é médica, descobriu essa doença logo nos primeiros meses de vida da filha. Desde então, Mady nunca viu o mundo de fato. Ela vive trancada em casa e um dos seus passatempos favoritos, é a leitura. É uma verdadeira bookaholic, como ela mesma diz: "li muito mais livros que você. Não importa quantos você já tenha lido. Eu li mais. Tive tempo para isso". Mady usa a leitura para achar o sentido da vida e fugir da sua realidade. Quem nunca fez isso, não é mesmo?!


Ela mal começou a viver e já teve traumas desde o seus primeiros meses de vida. Seu irmão mais velho e seu pai, morreram em um acidente um pouco depois do nascimento dela. Cabe a sua mãe, cuidar e protegê-la desde então. Ela vive em função da filha e Madeline é o tempo todo grata, por todo o carinho e renúncia da mãe, mesmo se sentindo sufocada muitas vezes. Seu refúgio é Carla, a enfermeira que cuida dela todos os dias, sendo sua amiga e confidente.



Apesar dessa rotina "sem emoção", a personagem não chega a se chata em nenhum momento, muito pelo contrário. Ela tenta levar uma vida tranquila e equilibrada, sempre se mantendo compreensiva, com tudo e todos aos seu redor. Madeline estava acostumada a vida que tinha, porém tudo mudou com a chegada dos novos vizinhos, Kara e Olly. Ela passa a observar, constantemente, o belo rapaz, que por sua vez, passa observá-la também. O primeiro contato acontece com brincadeiras feitas por Olly em frente a janela dela. Depois de alguns dias, eles trocam seus endereços de e-mail e começam a se comunicar por internet. O relacionamento dos dois, é muito apaixonante e envolvente, que a gente acaba se apaixonando também.


Em um primeiro momento, Olyy tem tudo para ser um cara revoltado com a vida, devido às dificuldades que ele passa em casa, onde o pai bêbado, a mãe submissa e a irmã angustiada, torna tudo ainda mais complicado. Mas apesar disso tudo, ele é protetor e legal. Sempre protegendo a mãe e a irmã e agora Madeline. Ou seja, é impossível não se apaixonar por ele.


Em relação a escrita da autora, a simplicidade casa completamente com uma história interessante. Os personagens são cativantes e fofos, ficando impossível afinidade com todos. É impossível não se apaixonar pela história e não se comover com tudo que Mady passa para sobreviver. Uma leitura com um pouco de drama, descobertas e muito amor, com direito a muitas surpresas e reviravoltas no final.

4 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Não tinha ouvido falar nesse livro ainda, achei interessante.
    Quantos problemas pra uma personagem só, né? :(
    Bjs

    http://restauradordosnervos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bem interessante e envolvente..

    :)

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bem interessante e envolvente..

    :)

    ResponderExcluir
  4. Na verdade, todas são descendentes do clássico livro Love Story, que virou um filme bem fraquinho, mas de enorme sucesso. Ou seja, são variantes de histórias de amor com pessoas que sofrem de doenças incuráveis. E mais uma delas é Tudo e Todas as Coisas.Adoro ler livros, cada um é diferente na narrativa e nos personagens, é bom que cada vez mais diretores e atores se aventurem a realizar filmes baseados em livros. Adorei 7 Minutos Depois da Meia Noite, dos filmes drama 2016 , porque tem toda a essência do livro mais sem dúvida teve uma grande equipe de produção. É muito inspiradora, realmente a recomendo.

    ResponderExcluir