terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Nada me Preocupa na Terra do Nunca: A história de Peter Pan e seu criador

BOA TARDE AMANTES POR LIVROS E FILMES,

Para nos despedir de 2013, colocaremos hoje a dica de um livro que é uma verdadeira mensagem sobre a verdadeira criança que existe dentro de nós: Peter Pan. O livro é um dos maiores clássicos da literatura mundial e foi escrito com uma sensibilidade pouco vista atualmente.

BIOGRAFIA DE JAMES M. BARRIE E SUA CRIAÇÃO

O autor da obra é James M. Barrie que nasceu em Kirremuir na Escócia em 9 de maio de 1860. Baixinho e com uma sensibilidade muito grande, sofreu com a perda do irmão Dave, que ficou em seu imaginário como a criança que nunca cresceu. Depois de se formar em Literatura pela Universidade de Edimburgo, mudou-se para Londres para tentar se estabelecer como escritor. Num jantar de fim de ano com sua esposa conheceram o casal de amigos Sylvia e Arthur Llewelyn Davies e em uma conversa com eles, descobriu já conhecer os filhos do casal em passeios com o seu cachorro Porthos (nome de um dos Três Mosqueteiros) no Kensington Garden (parque em Londres semelhante ao Central Park em Nova York). Tudo indica que os primeiros esboços de sua grande obra foram inspirados por brincadeiras de James com os filhos de Arthur e Sylvia.
Durante um verão no interior da Inglaterra, fez eu primeiro esboço do que viria ser a história do Peter Pan. Em uma brincadeira com as crianças, criou o esboço de uma história denominada de The Boy Castaways os Black Lake Island (Os meninos náufragos da Ilha do Lago Negro), que é considerado o mais antigo esboço de Peter Pan. Este livro é recheado de fotos das brincadeiras com os irmãos Llewelyn Davies e já menciona piratas, um cachorro, uma tenda, uma ilha e outros elementos que depois fizeram parte da história de Peter Pan.
Em 1902, James Barrie escreveu um livro chamado de The Little White Bird (O pequeno pássaro branco) que nunca chegou a ser publicado no Brasil. A história se passa no Kensington Garden e lá surge o personagem Peter Pan.
Já em 1904, levou ao Teatro Duke of York, em Londres, a peça com o seguinte título "Peter Pan, or The Boy Who Wouldn't Grow Up" (Peter Pan, ou o menino que não queria crescer). O sucesso da peça foi tão grande, que atravessou o Atlântico e foi exibida em Nova York.
Em 1906, trechos do livro The Little White Bird são publicados sob o título Peter Pan in Kensington Garden com ilustrações de Arthur Rackham, um dos mais famosos ilustradores da época. E finalmente, em 1911, Barrie escreveu o livro em prosa chamado Peter Pan and Wendy, depois renomeado Peter Pan.

CURIOSIDADES SOBRE A OBRA

Aqui no Brasil os leitores só descobriram Peter Pan através de Monteiro Lobato que publicou sua versão em 1930. Neste caso o autor recontou a história de Peter Pan com intervenções de Emília e todos os personagens de sua obra mais conhecida, Sítio do Pica Pau Amarelo.
A obra literária ainda é pouco lida, sendo que muitas pessoas conhecem o personagem através das adaptações para o cinema, destacando o primeiro que foi o desenho animado produzido pela Disney em 1953, surgindo muitas versões a exemplo de The Lost Boys (1987 do diretor Joel Schumacher) e Hook (de Steven Spielberg, 1991). Após mais de dez anos a disney produz outro desenho denominado Return to Never Land (Donavan Cook e Robin Budd, 2002) e as adaptações cinematográficas voltaram com Peter Pan (P. J. Hogan, em 2003) e Finding Neverland (Em Busca da Terra do Nunca, do diretor Marc Forster, 2004).
Mais recentemente o Peter Pan se tornou personagem da série de televisão, Once Upon a Time.

Estátua de Peter Pan, Kensington Garden - Inglaterra
Cabe lembrar que o nome Pã tem uma mitologia por trás, que era conhecido como Deus dos Bosques. Para alguns, ele simbolizava a natureza e invetou a flauta, sendo temido por pessoas que atravessavam o bosque, pois ele tinha aparência de um fauno. No Kensington Garden, existe uma estátua de bronze do Peter Pan tocando uma flauta, um exemplo da referência ao Deus Pã da mitologia. Porém, não existe nada comprovando isso, apenas semelhanças. A própria estátua foi encomendada por Barrie, que pediu ao escultor, George Frampton, que colocasse Peter Pan tocando uma flauta. O nome Pã também significa "tudo" e o Deus procurado por Grover na série de livros de Percy Jackson e os Olimpianos.



Em Busca da Terra do Nunca (Finding Neverland, Marc Forster, 2004)

Neste filme, J. M. Barrie é interpretado por Johnny Depp. O autor está vivendo uma crise, pois, sua peça foi um fiasco. Em busca de inspiração, frequenta o Kensington Garden e conhece os quatro filhos da recém viúva Sylvia Llewelyn Davies, interpretada por Kate Winslet). Barrie ao ver a vivacidade dos filhos, se torna amigo da família e acaba ensinando truques e criando histórias fantásticas envolvendo reis, castelos, piratas e naufrágios. Logo torna-se mais próximo de Peter, filho que mais sofreu com a perda do pai, e acabou perdendo seus sonhos e fantasias. A proximidade com o autor, faz com o menino comece a escrever a ser criança. No filme, ele se torna uma das maiores inspirações para a maior obra do autor, Peter Pan.
O filme é belíssimo, coloca alguns elementos da vida de Barrie, modificando algumas partes. Diferente dos outros filmes sobre Peter Pan, Em Busca da Terra do Nunca mostra o processo de criação e as inspirações para a escrita da obra.
Uma película bela e emocionante, que retrata como as dificuldades podem ser superadas por sonhos e  pela escrita. Vale muito a pena e não só para os amantes da obra.

Sobre as edições dos livros

Nova edição bolso de luxo da Zahar




Existem infinitas publicações pelas mais variadas editoras. Peter Pan é uma das obras mais conhecidas em todo o mundo. A Editora Zahar, publicou aqui no Brasil uma versão Comentada e Ilustrada em 2012, e vai lançar a edição bolso de luxo da obra em 9 de janeiro de 2014, o preço sugerido é de R$ 19,90. 















A nossa versão é de 2012, e é de ótima qualidade. Possui capa dura, páginas amareladas, ilustrações lindas e tem 222 páginas. Além da história, encontramos no livro várias referências e explicações sobre personagens e sobre o autor, assim como, suas inspirações e ligações com a infância. Os comentários não atrapalham a leitura. Ao contrário, faz o leitor entrar ainda mais na história, entendendo os aspectos explorados por este clássico.





Espero que tenham gostado da nossa postagem, ela foi feita com muito carinho. Nós aqui do blog e instagram Amantes por Livros, assim como o instagram Loucos por Filmes, desejamos a todos um ótimo 2014 cheio de amor, carinho, felicidade, saúde e, é claro, muuuuuuuiiiitos livros e filmes! Até o ano que vem!


Nota 1: Todas as informações contidas, foram retiradas da Edição definitiva Comentanda e Ilustrada Peter Pan. Rio de Janeiro: Zahar, 2012. Apresentação de Flávia Lins e Silva e tradução de Júlia Romeu.
Nota 2: As datas de lançamento da edição bolso de luxo pela Zahar foram retiradas do site da Editora. Qualquer mudança no lançamento é de responsabilidade da Editora.

2 comentários:

  1. Eu amo Peter Pan, tenho até uma tattoo sobre a história. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca, Sério? Também sou viciada na história. Essa edição comentada me fez entender ainda mais o mundo do Peter Pan. Se puder Camila, assista o filme indicado, é emocionante. Obrigado pela visita. Até mais.

      Excluir